Pelo Direito a não viver em condição de pobreza

Hoje, celebra-se o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza. A data foi comemorada pela primeira vez em 1992, com o objetivo de lembras as opiniões publicas e influenciar os responsáveis políticos para o combate à pobreza e às desigualdades sociais. Podemos definir pobreza como uma negação do exercício pleno dos Direitos Humanos. Quando uma pessoaContinue a ler “Pelo Direito a não viver em condição de pobreza”

REVIEW: II Festival SDDH de Direitos Humanos: Olhar(es) Sobre Cultura(s)

O II Festival SDDH de Direitos Humanos ocorreu nos dias 8, 9 e 10 Novembro. Teve início  ao final da tarde de sexta-feira e encerrou no domingo pelo entardecer. Consagrou-se como um fim de semana bastante intenso, em partes até mesmo podendo ser classificado como exaustivo, mas que valeu o esforço, a presença e aContinue a ler “REVIEW: II Festival SDDH de Direitos Humanos: Olhar(es) Sobre Cultura(s)”

Igualdade salarial para quem?

(Igualdade de género ao longo da vida: Portugal no contexto europeuAnália Torres (Coord.)Fundação Francisco Manuel dos Santos Em 2015, a Comissão Europeia[1] instituiu o Dia Europeu pela Igualdade Salarial com o objetivo de alertar acerca da desigualdade salarial entre homens e mulheres na União Europeia. A data é comemorada a 03 de novembro, pois emContinue a ler “Igualdade salarial para quem?”

50 Anos de Stonewall, 50 Anos de Orgulho!

Estávamos na madrugada de 28 de junho de 1969 quando tudo mudou e a esperança brotou. Naquela madrugada as forças policiais invadiram o Bar Stonewall In, frequentado sobretudo por pessoas LGBT, em Nova Iorque. Relembramos que em 1969 a homossexualidade era considerada crime e, por esse motivo, a polícia costumava escolher locais e bares frequentadosContinue a ler “50 Anos de Stonewall, 50 Anos de Orgulho!”

Já fomos todos refugiados

Os seres humanos não são uma espécie que costumam ficar no mesmo lugar. No início da nossa existência, a escuridão e o risco de morte eram o que nos impedia de ir adiante. Isso foi resolvido após aprendermos a usar fogo. Desde então, ninguém nunca mais ficou parado.Há teorias de que aparecemos em alguma áreaContinue a ler “Já fomos todos refugiados”