Este Sábado, é dia 25 de Abril!

É o dia que marca o regresso da democracia em Portugal, com a ocupação de ministérios, rádios e televisões, por parte do Movimento das Forças Armadas (M.F.A.) e consecutiva rendição do, à data Presidente do Conselho de Ministros, Marcelo Caetano. No mesmo dia, no Telejornal da noite, na RTP1, pelas vozes de José Fialho GouveiaContinue a ler “Este Sábado, é dia 25 de Abril!”

25 de abril de 1974, o dia em que Portugal voltou a ter uma democracia

No presente contexto, face ao confinamento provocado pelo COVID-19, a evocação da liberdade e a sua celebração, nunca teve tamanha importância como agora. Muitos de nós (provavelmente a maioria dos leitores aqui presentes), nasceu no pós-revolução e nunca vivenciou uma ditadura, daí que, por vezes, não percebamos o impacto que que esta “Revolução dos Cravos” provocouContinue a ler “25 de abril de 1974, o dia em que Portugal voltou a ter uma democracia”

Uma crise dentro de outra crise – a questão migratória greco-turca

Apesar de, atualmente, muito se falar sobre a atual crise do COVID-19, algumas outras crises — também de caráter gravíssimo — têm ocorrido no  mundo. Uma delas é a crise migratória que se observa nas ilhas gregas, em especial neste período de pandemia. Quando se pensa nas fronteiras existentes entre a Grécia e a Turquia,Continue a ler “Uma crise dentro de outra crise – a questão migratória greco-turca”

Dificuldades, Dilemas e Desafios no Ensino Superior face à pandemia COVID-19

Vivemos, atualmente, uma situação de excecional crise gerada pela pandemia do COVID-19. Esta pandemia tem-se revelado diferente daquelas pelas quais já passámos, por variados motivos, sendo, o mais visível, o grande impacto no quotidiano das nossas vidas. Para nós, estudantes universitários, a primeira alteração nas nossas rotinas, que também serviu para tornar mais sério oContinue a ler “Dificuldades, Dilemas e Desafios no Ensino Superior face à pandemia COVID-19”

Os limites da contingência num país devastado

Desde o contexto da Primavera Árabe, a Síria é como um campo de guerra de um enorme conflito interno, a partir do surgimento de uma série de grandes protestos populares que tiveram seu início em 26 de janeiro de 2011. Nesta data, uma parcela do povo sírio levantou-se em revolta contra o Chefe de EstadoContinue a ler “Os limites da contingência num país devastado”