Tânia Pereirinha da Silva

O meu percurso na SDDH iniciou-se em 2011. Tinhamos o grande Igor como Presidente e a energética Inês como Vice.

Esse período foi muito interessante. A Secção tinha sido reestruturada há pouco tempo e havia um grupo pequeno mas dinâmico, empenhado em levar o nome da SDDH para fora das portas da AAC.

A SDDH foi (e é) como uma família!

Deu-me oportunidade de discutir Direitos Humanos, partilhar experiências, saber lidar com pessoas a vários níveis e em contexto de DH. O trabalho em equipa em prol dos mesmos objectivos.

O ambiente era muito bom. Todos se empenhavam e trabalhavam para o mesmo. A entreajuda era fantástica e todas as opiniões contavam.

Cresci muito a nível pessoal e profissionalmente. Guardo a SDDH e as amizades que lá fiz com muito carinho. O que experienciei na Secção fez-me perceber que rumo queria seguir.

O facto de debater com outras pessoas com diferentes opiniões, de diferentes backgrounds ajudou-me a ser mais tolerante, a ter uma perspectiva mais abrangente e a pensar fora da caixa.

A nível profissional, a SDDH teve um papel fundamental. Em prática, deu-me as bases que hoje uso na minha carreira. Desde saber fazer um projecto do inicio ao fim: fazer relatórios, orçamentos, logística; organizar actividades, eventos, organizar várias equipas, saber-me relacionar não só com colegas, mas parceiros e entidades locais, comunicação social, etc… Tudo isso nos prepara para o mundo do trabalho.

A SDDH dá-nos muito mais do que alguma vez possamos dar de volta. É uma lição para a vida!

Tânia Pereirinha da Silva

Publicado por SDDH/AAC

A SDDH/AAC é uma das dezasseis secções culturais da Associação Académica de Coimbra. Fundada em 1997 encontrou-se, desde logo, na causa da sensibilização e promoção dos direitos humanos junto da comunidade académica, mas não só. Desde o início, o seu objetivo principal foi o da denúncia das diversas violações de Direitos Humanos, através da informação, formação e educação de todas as temáticas relacionadas com estes, tendo como público-alvo o estudante universitário de Coimbra. Neste sentido, a SDDH/AAC realiza projetos “para os estudantes e pelos estudantes” tentando chegar cada vez mais perto dos seus pares, incentivando um espírito crítico, atento e ativo perante as problemáticas que ocupam a atualidade no âmbito dos direitos humanos. Desenvolvem-se projetos com formatos diversificados, procurando corresponder às várias recetividades encontradas no meio académico. Ao mesmo tempo, a SDDH/AAC procura desenvolver parcerias com instituições e entidades da cidade de Coimbra com missão semelhante de forma a contribuir para a sensibilização, educação e formação a nível local e nacional. A Secção tem uma presença ativa nas redes sociais, característica que se advinha essencial na pretensão de chegar aos estudantes e de promover o ativismo junto da juventude. A equipa é constituída por estudantes das mais variadas áreas, desde as ciências sociais às ciências da saúde, passando pelas ciências exatas. O trabalho é desenvolvido em equipa no sentido de promover o desenvolvimento de soft skills e o profissionalismo. Todos os sócios contribuem de forma voluntária nos projetos do seu interesse, permitindo que todos possam propor, coordenar e participar em causas que lhes sejam próximas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: