Patrícia Santos

Falar sobre a Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Universidade de Coimbra, vulgo SDDH/AAC é, para mim, falar de alma e de coração. Foi nesta modesta, mas honrada casa, que encontrei a oportunidade e a liberdade para realizar tantos dos sonhos que sonhei, designadamente a implementação de um projeto de Direitos Humanos no Estabelecimento Prisional de Coimbra, projeto que é, de resto, a menina dos meus olhos, pela sua ousadia, pela experiência única que me proporcionou de trabalhar com reclusos e com colegas de formação ímpar, mas, acima de tudo, pela forma como me senti feliz e preenchida ao vê-lo acontecer.

Na minha querida e saudosa SDDH, aprendi tanto, mas tanto. Cresci imenso como ser humano, como mulher e como profissional. Senti-me livre para pensar de mente aberta, para questionar, para debater. Senti-me livre nas minhas opiniões e na forma de as expressar. Senti-me sempre em casa.

Esse sentimento de pertença, que hoje deu lugar a uma imensa e bonita saudade, deveu-se em muito aos meus companheiros de caminhada. Às pessoas de coração humano e puro que a Secção me deu e com as quais tive a oportunidade de aprender e de crescer.

À minha SDDH, palco de tantas alegrias e motivo de tanta felicidade e saudade, só me resta pedir, porque só esse direito ora me assiste, que continue a ser a morada dos sonhos e das aspirações maiores dos estudantes, que continue a ser um espaço de debate, de estudo e de partilha, que continue a bater-se pela (in)diferença e que continue a ser a escola da vida, na vida de todos os que por ela passam.

À minha SDDH, casa dos meus sonhos e anseios, uma vida longa e próspera.

Publicado por SDDH/AAC

A SDDH/AAC é uma das dezasseis secções culturais da Associação Académica de Coimbra. Fundada em 1997 encontrou-se, desde logo, na causa da sensibilização e promoção dos direitos humanos junto da comunidade académica, mas não só. Desde o início, o seu objetivo principal foi o da denúncia das diversas violações de Direitos Humanos, através da informação, formação e educação de todas as temáticas relacionadas com estes, tendo como público-alvo o estudante universitário de Coimbra. Neste sentido, a SDDH/AAC realiza projetos “para os estudantes e pelos estudantes” tentando chegar cada vez mais perto dos seus pares, incentivando um espírito crítico, atento e ativo perante as problemáticas que ocupam a atualidade no âmbito dos direitos humanos. Desenvolvem-se projetos com formatos diversificados, procurando corresponder às várias recetividades encontradas no meio académico. Ao mesmo tempo, a SDDH/AAC procura desenvolver parcerias com instituições e entidades da cidade de Coimbra com missão semelhante de forma a contribuir para a sensibilização, educação e formação a nível local e nacional. A Secção tem uma presença ativa nas redes sociais, característica que se advinha essencial na pretensão de chegar aos estudantes e de promover o ativismo junto da juventude. A equipa é constituída por estudantes das mais variadas áreas, desde as ciências sociais às ciências da saúde, passando pelas ciências exatas. O trabalho é desenvolvido em equipa no sentido de promover o desenvolvimento de soft skills e o profissionalismo. Todos os sócios contribuem de forma voluntária nos projetos do seu interesse, permitindo que todos possam propor, coordenar e participar em causas que lhes sejam próximas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: