Viviane Carrico

O que foi para mim o tempo que estive na Secção de Direitos Humanos?

Já aviso que o texto abaixo foi escrito com o coração e por isso é para relevar a forma como é escrito.
Ao longo das nossas vidas tendemos a avaliá-la de forma diferente, até porque enquanto seres humanos estamos sempre em constante transformação.
O meu primeiro contato com a Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Associação Académica de Coimbra foi principalmente por curiosidade, queria saber o que ao certo faziam aqueles “fulanos” da porta ao fundo do corredor.
Na altura era seccionista do Yoga (SEY-AAC), estudante de Direito e como já dentro de mim corria uma veia de ativista de certas causas, tentar criar alguma proximidade com outros estudantes que também acreditavam na defesa dos Direitos Humanos era o caminho mais óbvio, mas como?
Foi neste intervalo entre curiosidade e vontade que fui interagir numa daquelas recepções ao caloiro entre as químicas e a física. Um rapaz chamado Igor falou-me muito brevemente as várias ideias para a Secção, o que já tinha sido feito e o muito que deveria ser feito para ativar a mesma. Depois de uns minutos de conversa, fui vendo que realmente ali era um lugar ao qual queria fazer parte e quase já me sentindo em casa dizem-me, “já agora, precisamos muito trazer uns materiais lá de baixo da AAC podes ajudar?” Bora lá! Siga… fui ficando e ainda bem!
Perceber que podia defender os Direitos Humanos daqui, dentro da Academia, em causas tão locais quanto a integração dos estudantes lusófonos, os Objetivos de Desenvolvimentos do Milénio dentro das Escolas da Zona Centro, ou mesmo internacionais como programas de intercâmbio entre estudantes da União Europeia, o Juventude em Ação (Erasmus+), estar presente em actividades desenvolvidas pelo Conselho Nacional de Juventude, Conferências, Seminários e Debates Nacionais e Internacionais das mais variadas questões desde a descriminalização do aborto, questões LGBTI, marchar contra a homofobia e poder levar meu pai de 60 anos e ouvir dele um “… nossa nunca pensei vir a entender isso, mas agora compreendo e vou passar a palavra”, valeu mais que mil horas de qualquer formação a nível formal que eu poderia ter (não retirando a importância das mesmas).
O que foi para mim o tempo que colaborei com a Secção de Defesa de Direitos Humanos? Foi um constate aprendizado de como se processam as relações humanas. Foi poder desenvolver amizades que vão ficar para a vida e isso não existem palavras para descrever.
Algumas vezes me perguntam e eu mesmo me pergunto, será que fazia tudo de novo? Será que as noites mal dormidas a pensar num Projeto que deveria ser terminado, ou como vamos fazer para desenvolver algo, valeu a pena? Ou mesmo a ansiedade de pensar que não deveria ter falado de um jeito ou de outro com aquele colega mais
teimoso ou nervoso numa reunião, será que a errada sou eu em pensar assim? Será que
tudo isso tem um propósito?
Agora, ou melhor, na fase em que estou digo com muita certeza que sim! Valeu cada
momento, porque eles fizeram de mim aquilo que sou agora, ou pelo menos reforçaram.
Se a formação superior é uma etapa importantíssima para aprender o necessário no
sentido de desenvolver uma profissão no futuro, tudo aquilo que fazemos em paralelo
dentro da academia é também muito importante e às vezes enquanto estudantes não
temos essa noção.
Acreditamos que não temos tempo para nada, porque temos mais aquele exame, ou o
teste ou o trabalho para entregar. Entretanto após a serenata final, a bênção das pastas,
os choros dos familiares e a confirmação da última nota lançada, vemos que além do
canudo, é necessário perceber quem somos e o que estamos aqui a fazer. É nesta hora,
que vemos o quanto foi importante estarmos envolvidos naqueles anos em grupos que
nos completam e que mostram aquilo que queremos e o mais importante, aquilo que não
queremos de todo ser e fazer!
Ser SDDHRIANA é definitivamente algo que me orgulha e defender os Direitos
Humanos é uma constante em minha vida.

Viviane Carrico


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s